domingo, março 26, 2017

dos amores que não se morre


escuto wagner, com sua morte de amor de tristan e isolde
lembro a quem amei
vejo sua foto mais bonita
e nada dói
absolutamente.


contemplo o amor que ainda resiste
mas agora não vacila.


não morremos de amor.
amamos muito
amamos a quem não nos ama
amamos muitos.


e eu hei de ver a quem amo hoje
talvez não na sua foto mais bonita
mas a mais bonita que tenho
e terei o mais inexplicável de prazer
de contemplá-lo
numa recordação de amor indelével
sem sentir mais nenhuma agonia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário